Museu Nacional ganha tour online em plataforma do Google

O Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído por um incêndio em setembro deste ano, ganhou um tour com oito exposições virtuais, que conta com imagens de 164 peças perdidas no acidente.


O projeto é fruto de uma parceria entre o Google Arts & Culture, plataforma da gigante de tecnologia que visa democratizar o acesso à arte, e o Museu, com o apoio da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Ministério da Educação. Ele vinha sido desenvolvido desde 2016, quando teve início a catalogação do acervo.


A experiência pode ser acessada através do site ou do aplicativo Google Arts & Culture. Além de visualizar os artefatos, é possível realizar um passeio virtual pelas salas do prédio histórico em imagens 360 graus, acompanhadas de narração em português, inglês ou espanhol. Entre as peças digitalizadas, destacam-se o crânio Luzia, o mais antigo das Américas, cujos fragmentos foram encontrados em meio aos escombros do local, e a réplica de um Titanossauro, que data de 99,6 a 65,5 milhões de anos atrás.


É possível visitar Luzia, o esqueleto mais antigo descoberto nas Américas, em um tour pela exposição antes do incêndio. Há também o meteorito Bendegó - maior meteorito brasileiro e um dos maiores do mundo, a réplica de um Titanossauro, cerâmicas brasileiras de 3000 anos atrás, além de objetos gregos e egípcios e muito mais.


No vídeo, pode-se ver um pouco de como são as visitas virtuais: https://www.youtube.com/watch?v=sGAvRRbrBiA.


As exposições podem ser acessadas no site do Google Arts & Culture (https://artsandculture.google.com/project/museu-nacional-brasil) ou pelo aplicativo disponível no Google Play e Apple Store. Em qualquer das plataformas, pode-se mover o cursor do mouse ou arrastar a tela do smartphone para conhecer o museu em 360 graus.






Fonte: https://veja.abril.com.br/entretenimento/museu-nacional-ganha-tour-online-em-plataforma-do-google/