Como a Mulher contribui para o desenvolvimento econômico?

Como a Mulher contribui para o desenvolvimento econômico?

Mulheres Empreendedoras - Mulheres - Empreendedorismo Feminino

Encerramos esta semana dedicada às mulheres com chave de ouro, falando sobre a importância da mulher no contexto econômico, seus hábitos e influências nos padrões de consumo.

Sabemos que as lutas para conquistar o direito a voto, ao trabalho, ao estudo, não foram poucas, mas no momento em que provamos que podemos fazer tudo isso, e fazer bem feito, adquirimos também, o poder de compra e, porque não, de ditar novos hábitos de consumo.

Setores como o de roupas, calçados, acessórios e cosméticos foram os grandes beneficiados dessa demanda.

Segundo o Instituto Data Popular, os gastos das mulheres da classe A com cosméticos e produtos derivados passou de R$ 12 bilhões para R$ 15 bilhões no período de 2002 a 2010. Entre as mulheres da classe C, o aumento foi ainda maior, o salto foi de R$ 6 bilhões para quase R$ 20 bilhões. Impressionante, não é?!

Este dado prova o quanto as mulheres da Classe C aumentaram o seu padrão de consumo, e isso é justificável, pelo fato delas terem ingressado no mercado de trabalho e conquistado a sua renda, aumentando, assim, o consumo desta categoria.

Outro ponto é o fato dos seus sonhos, que antes era cursar o ensino superior, arrumar um emprego e ter uma casa, e agora passa a ser, cursar pós-graduação, ter casa na praia, comprar seu próprio carro, viajar, enfim, as possibilidades são infinitas quando uma mulher identifica o poder que ela tem de crescer cada vez mais.

E quem acaba se beneficiando com tudo isso?

A economia!

Isso mesmo! Com as mulheres tendo a sua própria renda, além delas aumentarem o consumo, aumenta também, o número de empreendedoras, até porque elas não querem mais um emprego, querem ser donas do seu próprio negócio, querem fazer seu próprio horário para poder conciliar com os outros afazeres, como casa e filhos.

E como já trouxemos aqui esta semana alguns dados que provam isso, as mulheres são parte essencial da economia atualmente, não só pelos seus hábitos de consumo, mas por elas estarem cada vez mais presente ditando as regras do mercado, da economia, das empresas, da política e das famílias.

E aqui vai um recado especial: diante disso tudo, não podemos esquecer do quão as mulheres são sensíveis, amáveis e dóceis. E que apesar das coisas serem cada vez mais difíceis, em função de tudo que a mulher está assumindo cada vez mais, não podemos nos desviar de nosso verdadeiro cerne, do nosso íntimo, das nossas características, da nossa doçura e amabilidade de fazer as coisas, que é por causa disso que estamos nos destacando, alcançando novos objetivos e concretizando sonhos.

Então, mulher, continue a ser esta mulher sem perder o seu verdadeiro eu, mas que você seja melhor a cada dia, em todos os sentidos.

Se você que é mulher, gostou do conteúdo desta semana, continue a nos seguir.

Escute nossos Podcasts.

Siga-nos em nossas redes sociais.

Ou se preferir, envie um e-mail para mim no silvia@netface.com.br e escreva no assunto "Quero saber", que entrarei em contato para conversarmos.

Um grande abraço e até o nosso próximo conteúdo.


Atendimento via WhatsApp
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.