8 dicas para aproveitar a Black Friday com segurança

No dia 23 de novembro começa o final de semana mais movimentado do varejo nacional: a Black Friday, tradicional dia de descontos e altas compras dos EUA que foi adotado pelo mercado brasileiro em 2010. Porém, mesmo sendo uma data muito atrativa, todo ano as séries de promoções da Black Friday criam alguns problemas para consumidores.

A fim de ajudar os consumidores a evitar estresses desnecessários, reunimos 8 dicas baseadas em orientações de especialistas e da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), principal entidade para promoção da segurança nas transações eletrônicas. Confira as informações a seguir e boas compras!

1. Reputação da loja

O Procon tem uma lista online, chamada de "lista suja", com mais de 400 sites de empresas que não devem ser confiadas. Esses sites devem ser evitados porque receberam reclamações de consumidores registradas no órgão fiscalizador, foram notificados, mas não responderam ou não foram encontrados. É importante verificar se a loja que você pretende fazer uma compra está ou não nesta lista, acessando o link: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php.

2. Verifique se o produto realmente está em promoção

As lojas virtuais não são obrigadas a colocar todos os produtos na promoção. Se a indicação não estiver clara ao selecionar o produto desejado, é importante tirar sua dúvida com a loja por meio dos canais de contato oferecidos no site. De acordo com o Procon, uma queixa comum ocorre em casos que a loja muda o preço do item quando o cliente finaliza a compra. Por isso, é necessário atenção ao que está descrito nos anúncios.

3. Proteja seu computador

Tenha antivírus, antispyware, firewall e outras ferramentas para evitar que qualquer usuário mal-intencionado tenha acesso a suas informações confidenciais. Nessa época de grande acesso, aumenta o número de tentativas de fraude e roubo de dados, como de cartões de crédito. Bons dispositivos antivírus são essenciais para garantir uma compra segura.

4. Consulte preços

Pesquise sites de comparação de preços, produtos e serviços, que facilitam a busca por ofertas e possuem credibilidade ao anunciar as ofertas de diferentes lojas. Além disso, os sites de comparação de preços "são excelentes fontes de informação, e estão constantemente atualizados", informa a Camara-e.net.

5. Não use computadores públicos

Evite utilizar computadores públicos para as compras, a fim de garantir maior segurança dos seus dados. Lembre-se que é possível comprar por smartphone ou tablet, além do computador convencional. Nos computadores públicos, não é possível garantir a proteção necessária contra o roubo de informações mencionado no item 3.

6. Pagamento

Use sites com meios de pagamento já conhecidos por você, para evitar fraudes. Leia também as condições de prazos de entrega e a política de trocas e devoluções antes de finalizar a compra. Em caso de dúvidas, é importante entrar em contato com a loja para saná-las antes de fechar o negócio.

7. Guarde as informações

Lembre-se de guardar todas as informações e e-mails referentes à compra, como número do pedido, confirmação de pagamento e código de rastreio do envio. Também é importante "printar" as telas de cada etapa, a fim de evitar possíveis problemas no pós-compra e possuir provas de irregularidades, caso ocorram.

8. Conexão segura na loja

Verifique se a loja possui conexão de segurança nas páginas em que são informados os dados pessoais do cliente. Geralmente essas páginas são iniciadas por https:// e o cadeado está ativado no ícone visualizado em uma das extremidades da página. Clique no cadeado e observe se a informação do certificado corresponde ao endereço na barra de navegação do computador. Isso previne que sua compra seja realizada em sites falsos ou fraudulentos.


Toda as lojas virtuais projetadas pela Netface são ambientes seguros para compra online e possuem credibilidade e proteção de dados. Se você tem um negócio e gostaria de aumentar suas vendas através de um e-commerce, entre em contato conosco!

Fonte: https://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/black-friday-dicas-para-nao-cair-numa-armadilha-18092155