Criação de Sites Chapecó Cruz Alta | Netface

Notícias

Mais de 200 milhões de europeus devem comprar pela internet em 2015

Aproximadamente 200 milhões de consumidores devem realizar compras pelo comércio eletrônico na Europa no ano de 2015, segundo uma pesquisa realizada pela yStats.com em mais de 35 países da Europa Ocidental e Oriental e na Escandinávia. Dados do estudo “Europe B2C E-Commerce Report 2011” ainda mostram que a Noruega apresentou a maior penetração da internet em 2010 (seguidos pelos Países Baixos, Dinamarca e Finlândia), enquanto o Reino Unido se consagrou como a maior economia digital do continente.

Por outro lado, a Alemanha registrou o maior número de usuários de internet da Europa em 2010, com mais de 50 milhões de internautas, enquanto a categoria de moda / artigos esportivos é a mais popular no comércio eletrônico, seguido por livros / revistas / cursos online e Cinema / música.

Quase três quartos da população austríaca acessou à internet através de suas residências, com a disparidade no uso da rede diminuindo entre moradores de áreas rurais e urbanas. Em relação ao comércio eletrônico, o Groupon.at e o DailyDeal.at foram os sites de e-commerce mais populares, enquanto a Amazon.com, La Redoute e Weltbild registram o maior número de acessos únicos na Suíça.

O estudo também que mostra a receita com itens de vestuário continuam aumentando no e-commerce britânico. Em 2010, quase metade dos consumidores com idades entre 25-34 anos compraram ao menos um item de vestuário ou esportivo, o que pode ser explicado pelo uso mais ativo das mídias sociais.

eBay, Amazon, Cdiscount e PriceMinister foram os sites de comércio eletrônico mais acessados da França, enquanto a varejista francesa La Redoute liderou neste quesito na Bélgica em maio de 2011.

Equanto isso, a penetração da internet ainda é relativamente baixa na Espanha, com o uso da banda larga sendo inferior a outros países da Europa Ocidental.

Na Polônia, as categorias de produtos mais populares são roupas / artigos esportivos e utensílios domésticos, enquanto os sites Allegro.pl, Neo24.pl e Electro.pl possuem a maior fatia na receita daquele mercado. Na Rússia, o varejista online de alimentos Utkonos.ru e o Ozon.ru obtiveram, respectivamente, a maior participação do e-commerce naquele país. Na República Checa, quase dois terços de todos os compradores on-line acreditam que os produtos ofertados por sites de comércio eletrônico possuem preços mais atrativos que os encontrados em lojas tradicionais. Além disso, o número de e-consumidores e de seus respectivos gastos continuam aumentando, enquanto os longos prazos de entregas são o principal gargalo deste setor. Na Hungria, os entraves que mais inibem o crescimento da economia digital são as poucas opções de pagamentos e a baixa penetração da internet, com Bookline.hu, Edigital.hu e Libri.hu sendo os sites mais populares desse país.

Autor:   E-Commerce News

Fonte:   http://ecommercenews.com.br/noticias/pesquisas-noticias/mais-de-200-milhoes-de-europeus-devem-comprar-pela-internet-em-2015

Mais notícias ...

Atendimento via WhatsApp
Chapecó - SC: (49) 2020-0151   Cruz Alta - RS: (55) 3326-3544

Criatividade, Qualidade e Experiência

Procurando Trabalho?   Política de Privacidade   Remoto   Recomende o Site
© 2004-2018 Netface. Todos os direitos reservados.